Rapido a tentação de expandir o conteúdo que manchava as páginas dos jornais impressos se encataram com a infinidade de possibilidades que o ambiente on line proporcionava. Os olhos da mídia brilharam. A partir da primeira transposição do jornalismo impresso, pelas páginas do Jornal do Brasil em 1995, estava dada a largada para uma corrida que não se sabe onde se chegará. Esta evolução chegou às mais diversas publicações, exemplo desta primeira fase é o site que o Díário Correio do Sul disponibiliza, uma tranposição pura e simples do conteúdo das páginas que circulam no Sul de Minas Gerais.

Segunda Fase: O momento não se limitou à tranposição, os sites começaram a dar ao leitor a possibilidade de aprofundar em cada assunto através de outros links do próprio veículo ou de links de sites diversificados. Como é o caso do também sulmineiro Jornal da Mantiqueira.

A ponta de lança do jornalismo on line se popularizou de vez. Ele descobriu que cair nas graças do povo seria uma maneira de fidelizar seus leitores. São inúmeros os casos, só pra citar alguns: EPTV e O Estado de Minas

COMO O BICHO PEGA NA REDAÇÃO ON LINE

A coisa parece complicada mas, a tecnologia facilita a coisa. O repórter pode confeccionar seu texto de qualquer lugar do planeta. A figura do editor é importante, mas quando o fato é quente, e as atualiazões são mais frenquentes, o redator que se cuide, por que vai do jeito que foi. O repórter vira também fotógrafo e editor. Claro não se pode dispensar nenhuma das funções de uma redação convencional. Edição, diagramação, direção, setor comercial. Assim todos nos seus postos: Câmera, luz, boa leitura !!

E agora, como escrever?
A internet é um veículo plural, pós moderno, onde todos tem voz e vez. Mas algumas particularidades tem se repetido no que diz respeito ao modo de escrever. Frases ojetivas, parágrafos curtos e espaçados entre si, e principalmente, a isca do leitor: os hiperlink.!! Assim, de forma genérica, nossa geração tem acompanhado a evolução de um meio de comunicação novo e interativo.

Anúncios