Então, novas eras exigem novas palavras e outros sentidos. Por isso ‘convergir’ é uma delas. A pós-modernidade deixou todo mundo de queixo caído com que podemos descobrir de nós mesmo. Estamos tão juntos no universo ‘matrix’ da informação e cada vez mais distantes no mundo real.

Um pouco disso trata o livro Cultura da Convergência de Henry Jenkins. Nele há descobertas fantátisticas de diversas coisas cotidianas. Estamos na era da informação convergente. Convergência que está na mente de cada um de nós, muito mais do que em aparelhos. Convergência que nos permite fazer mídia, exigir mídia e nos dá a impressão de podermos nos furtar a informar.

Beleza, mais informações no http://hsm.updateordie.com/tecnologia/2009/06/henry-jenkins-e-a-cultura-da-convergencia/

Anúncios